quarta-feira, 15 de setembro de 2010

DEIXAR TUDO COMO ESTÁ? NÃO!!



Mais uma das minhas viagens particulares: eu adoro interpretar letras de musicas. Calma meu povo, interpretar no sentindo de buscar o sentido e o significado do texto, e não interpretar no sentido de sair karaoquenado adoidado por ai!

Buscar o sentido, às vezes bem implícitos nas melhores letras é um desafio que pode chegar a ser emocionante. Acho que uma música para ser realmente genial, deve ser suavemente criptografada, e assim, de acordo com o modelo mental de cada pessoa, ela possa ser multiplamente apreciada e apropriada.
 
Às vezes me falta uma companhia que viaje junto comigo nessas elucubrações imaginativas.

Infelizmente não são todos que estão preparados para desvelar a mensagem recôndita nas entrelinhas ou nas metáforas. Só não é tão raro quanto bom encontrar alguém com uma visão diferente da minha, ou eu caio de rir das asneiras, ou caio de espanto por não ter enxergado aquela nova maneira.

Certamente vou partilhar mais dessas canções por aqui. Quem sabe convenço alguém, ou alguém me convence!!

Para começar de leve, trago a baile POR ENQUANTO escrita pelo mestre das palavras Renato Russo. Segue abaixo a letra dessa canção.

Agora me respondam, a música narra o fim do relacionamento, ou a continuidade dele, mesmo quase sem esperanças?

Essa liberdade de interpretação é que me deixa fascinado!!

Mudaram as estações, nada mudou
Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente

Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
Sem saber, que o pra sempre, sempre acaba

Mas nada vai conseguir mudar o que ficou
Quando penso em alguém só penso em você
E aí, então, estamos bem

Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa

Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar agora tanto faz
Estamos indo de volta pra casa



21 comentários:

António Rosa disse...

João Francisco

Belo texto a desvelar-se um pouco mais. Gostosa escolha musical.

Abraço.

António

Tati Pastorello disse...

OI João, também amo letras de música e faço estas mesmas viagens. Olha, esta música eu nem acho tão dúbia assim... Vejo um casamento desgastado, mantido pelo hábito. Por que é melhor ficar do que partir, em nome das boas lembranças. Há amor, carinho, mas não há mais paixão. Devem haver filhos... A rotina, o tédio numa relação que tem tanta história para contar. Melancolia e acomodação, mas uma acomodação raciocinada. Pode ser também um casal de idosos, um sabe que pode contar com o outro... Viajei! Beijos.

Alexandre Ferrari disse...

Então, João. Gosto muito dessa música, sobretudo quando cantanda pela Cássia Eller.
Penso que o que ela, a letra, pode tb significar é que cada um está voltando para casa (cada um para a sua) já que não há mais o que fazer, mesmo que nada possa "mudar o que ficou" lá no passado (o amor que existiu).
As estações mudaram e nada mudou (estações, normalmente, podem ser lidas como fases de uma amor), no entanto essa não-mudança produziu uma mudança na percepção daquela relação.
Acho que é uma leitura, é a que faço agora.
abraços.

Bruno Dezinho disse...

Essa canção é muito linda. Toda vez que ouço vem um nó na garganta. Acho ela intensa demais. Eu a vejo como duas pessoas que estão em um relacionamento que teoricamente não acabou, mas que na prática já caiu na rotina, e que vai seguir assim. Vejo um certo comodismo (agora tanto faz), alguém sem forças pra começar algo novo com outra pessoa (quando penso em alguém só penso em você, uma falta de perspectiva (nem desistir, nem tentar)... enfim, uma relação gasta, que continuará gasta por falta de vontade de mudar tanto a relação como qualquer outra coisa na vida do eu lírico. A canção mostra como as relações se desgastam, mesmo que acreditemos que elas possam ser eternas, o pra sempre, sempre acaba.

Cáh disse...

Olá, prazer!

Vim no dia certo conheçer o pé de feijão, menino João.
Pra começar eu adoro estas coisas de ficar imaginando o motivo de cada canção, e olha, sou uma apaixonada pelo Renato.
Acho que entender por completo o que dizem suas canções, como esta, seria matar toda a beleza do mistério.
Tbm adoro esta liberdade =)


Um beijo

Saulo Taveira disse...

Pra mim, alguém cometeu um erro, um da relação, o outro está perdoando, superando, trazendo de volta pra casa.

Bem, é o que entendo da música.

Beijos a todos.

Lenny Moura disse...

Talvez a paixão que eles sentiam tenha acabado e tenha se tornado apenas um amor. Um amor que perdoa, que aceita o outro exatamente como é. A paixão nao dura pra sempre, apesar de muitas vezes pensarmos que vai durar. Mudaram as estações mas nada mudou, a loucura da paixao acabou e estao voltando pra casa tranquilamente com aquele amor sereno e companherismo...é uma ideia!!! Owwww viagem...mas valeu...xêro

Richard Mathenhauer disse...

Só não muda o que ficou. Porque, como em Chico Xavier, nao temos como fazer um novo começo, mas um novo fim. Ou algo assim. Do resto, as estações mudaram. Elas sempre mudam. Não é o fim de um relaciomento. É sua continuidade, a cada dia, de um jeito diferente.

Mas, meu deus, quem vai entender Renato! rs

Marcio Nicolau disse...

Só sei que esta canção me enche de nostalgia.

Dan disse...

linda música. Acho que a letra fala de um relacionamento que existe, ainda que na rotina. Um realcionamento que depois de muito tempo não mudou... e mudou.
Mas que traz a segurança de casa, que está mais pé no chão.. que sabe que nem tudo dura, que nem tudo é perfeito...

abraço querido!

Otário disse...

belo som, gostei...
hei-de voltar
se deus quiser...
e se ele nao quiser
que se foda, volto
na mesma, não manda
em mim, essa agora...

até já!

Giane disse...

Oi, João!!!

Que criativo, desvendar o que está "escondido" em uma letra de música...
Nessa do Renato Russo, acredito em uma mudança do relacionamento.
Algo como uma relação que quase terminou, mas que se dá uma segunda chance e agora prossegue de uma maneira mais madura.

Bom, é o que sempre "ouvi" dessa música desde a adolescência.

Beijos mil!!!

railer disse...

bela escolha!

Saulo Taveira disse...

Grande...
surpresa lá no Partitura.

Abração.
Boa noite.

Pérola Anjos disse...

Olá João! Estou em visita aos blogs indicados pelo querido Saulo ao selo de ouro e gostei muito das tuas crônicas do cotidiano. A recepção não poderia ter sido melhor: sou apaixonada pelo eterno poeta Renato Russo.

Beijos!

Diu Mota disse...

Um dos meus motivos de ouvir uma boa música é imaginar que sou uma personagem ou co-autora. Nessa música, diferente de muitos, não vejo um fim triste, um casamento desgastado ou ilusão. Porque ela nos diz que 'quando penso em alguém só penso em você'. E 'mesmo com tantos motivos...tanto faz...estamos indo de volta pra casa'. O agora( o momento da letra )é só silêncio e reflexão.

É isso. Qual a próxima? rsr...
abraço!

Lilianne Mirian' disse...

- Ah!! Eu amo Legião e essa música então na versão do Renato parece muito mais triste. Bem, isso pra mim é o fim de um lindo relacionamento em que o amor ainda permanece [ Quando penso em alguém só penso em você]. Talvez ainda exista a possibilidade de reatar, mas o que importa é que os dois estejam bem, tudo vai dar certo! [Nem desistir nem tentr agora tanto faz estamos indo de volta pra casa]

Adoreii Seu cantinho!!

Beiijoo'

Angelo Augusto Paula do Nascimento disse...

Bom, entendo que o tempo passou, as coisas mudaram, mas o relacionamento permanece, mesmo com aquele saudosismo do fogo de início. Belas escolha! Adoro Legião!
Abraços

FOXX disse...

talvez a vontade de terminar mas falta coragem?

Elaine Castro. disse...

Oi João,
Eu sou simplesmente apaixonada pelas letras e músicas do Legião Urbana, e não raras vezes me pego fazendo interpretaçãos, tentando entender seu sentido...
A escolha foi perfeita. Para mim não significa o fim ou o começo de algum relacionamento, mas este em si, com toda sua carga e significância.
Abraços.

Anônimo disse...

Oi, João...

Muito legal o post, queria dizer que também tenho isso de tentar entender o que se passava na mente e, principalmente, no coração do compositor quando escreveu uma música. Honestamente, não acho que fale só sobre um relacionamento amoroso, um casamento, ou algo do genero. Na verdade, pra mim, essa é uma musica que fala sobre olhar a si mesmo depois de um tempo, e às pessoas a sua volta, e perceber como o tempo nos muda e muda os outros também, e como essas mudanças, às vezes, só nos fazem permanecer os mesmos. É, talvez eu esteja viajando, mas sempre gostei dessa música porque, quando ouço, penso em todas as pessoas que passaram pela minha vida, e como elas me transformaram no que sou hoje. Algumas ficaram por bastante tempo, outras estavam só de passagem, mas me ajudaram a ver que tudo tem um fim, e que todo fim é um novo começo. A música fala disso, de mudanças, do "por enquanto". Fala do que é a vida... uma viagem de volta pra casa. E a nossa casa nada mais é do que a gente mesmo, aquilo que éramos ants de tudo, e o que voltamos a ser no final.
Abraços, Larissa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...