segunda-feira, 3 de novembro de 2008

I want to play a game...


Sexta-feira, na calada da madrugada fui assistir com meus diletos amigos SAW – Jogos Mortais V. Sou um discreto adepto a série.

Acho que a criatividade na construção das mortes é muito boa, ainda que a fórmula esteja ficando desgastada, afinal já são 5 filmes com um enredo bastante similar.

Também achei o 'link' para o próximo filme obvio demais. Sempre é, mas, por favor, tente me tapear!

É incontestável a qualidade dos efeitos, a direção é ágil e o filme quase com linguagem de vídeo-clipe não fica monótono!

A idéia do serial killer de que ele não mata ninguém, apenas da escolha para que elas encontrem a remissão ou a morte é muito boa! Lembro da Santa Inquisição onde se matava para que não se pecasse, quase como profilaxia. Desculpem se fui simplista com um assunto tão sério.

Bom, o filme como entretenimento meio bizarro cumpre seu papel, mas não alcança o nível dos outros da série que gradativamente vai perdendo o brilho e o viço.

Sai da sessão as 2:15 da madruga e valeu a pena. Depois de um dia onde cabeças rolaram no meu trabalho, depois de uma aula extenuante de inglês e matemática, esquartejamentos no telão foram fichinha!

Live or die.
Make your choice

2 comentários:

Quem não dá assistência disse...

Jamais ousaria em contrariar as sábias e sempre diretas palavras do João, mas Jogos Mortais tornou-se um dos meus melhores filmes ultimamente. Logo, tenho que exaltar a inteligência magnífica do autor do filme. E de ante mão acho que pode ser autora, pois os métodos usados nos filmes se parecem muito com prováveis vinganças femininas (risos).
Brincadeiras à parte...Sigo, ainda, com as cenas na cabeça e ansiosa pelo SAW VI, mas confesso que está faltando algo amis nas cenas, pois está perdendo o encanto...Mas não o pavor.

Anônimo disse...

Não sou chegada nesses filmes. Depois que vejotenho pesadelos a noite.
Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...